NOTÍCIAS & NOVIDADES

Paralisia facial acomete 80 mil pessoas por ano no Brasil

27/01/2017

Imagina acordar e perceber que perdeu os movimentos de uma parte do rosto? Pois você sabia que isso acontece com 80 mil brasileiros, todos os anos?

A paralisia facial é uma condição frequente e pode ser decorrente de uma doença como o AVC, um tumor ou meningite, de um trauma ou causada por vírus.

A Paralisia de Bell é a mais comum, é causada pelo vírus herpes e algumas situações que o despertam, como trocas bruscas de temperatura e estresse. O nervo inflama e para de mandar estímulo aos músculos, por isso, a paralisação dos movimentos. Como o nervo facial também é responsável por outras funções, sintomas como modificação do gosto, boca torta e zumbido no ouvido podem ocorrer.

Reabilitação O mais importante na reabilitação é a rapidez com que o paciente procura atendimento. O ideal é que em até 4 dias, a partir dos primeiros sintomas, a pessoa inicie o tratamento.

Em geral, a reabilitação da Paralisia de Bell é simples. Após avaliação médica é indicado o corticoide e/ou antiviral. Exercícios com fonoaudióloga e fisioterapia podem ser indicados.

O que não fazerTerapia com eletrochoque é completamente contraindicada, está comprovado que sequelas de espasmos e contratura muscular podem surgir por conta dos choques. Os exercícios de encher bexiga e ficar usando canudo entram na mesma categoria, por forçarem muito a musculatura, eles podem dar espasmos e contraturas.

A toxina botulínica também não é indicada porque paralisa os músculos que estão se mexendo e a pessoa fica sem a mímica facial. Cirurgias plásticas não têm comprovação científica que resolvem a paralisia. De um modo geral, a pessoa se recupera bem e não tem sequelas.

Paralisia periférica x AVC

A Paralisia de Bell é causada por uma inflamação no nervo facial e não tem relação com problemas no cérebro, diferente da paralisia facial decorrente do AVC, que ocorre quando a lesão no cérebro atinge áreas cerebrais que comandam os nervos da face.

A apresentação clínica da paralisia dos dois também é diferente. No caso do AVC, a paralisia atinge os músculos inferiores da face, o indivíduo consegue abrir e fechar os olhos, por exemplo. No caso da paralisia periférica, um lado da face é atingido: os músculos frontais são atingidos, o olho não fecha, a boca desvia e o músculo do pescoço também é comprometido.

Publicado originalmente aqui.

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM

Sancionada Lei que Libera a Ozonioterapia

Farmácia de Manipulação um negócio em crescimento no Brasil

Implantação da Auriculoterapia no Serviço Público

AURICULOTERAPIA NO TRATAMENTO DE SOBREPESO E OBESIDADE: ESTUDO DE CASOS CLÍNICOS

(41) 3225-1844

(41) 9 8806-8722

Rua Voluntários da Pátria, 215, 2º Andar
Centro | Curitiba-PR | CEP 80020-000
Segunda-feira a sexta-feira: 08h00 às 22h00
Sábados e domingos: 08h00 às 11h30
Consulte o cadastro da Instituição no Sistema e-MEC
aviso Importante!

O número de telefone antigo da Faculdade Ibrate está temporariamente inativo. Por favor, entre em contato conosco pelo novo número:

41 98806-8722

Obrigado pela compreensão.

ATÉ 15% DE DESCONTO NOS CURSOS DE PÓS!

Garanta o preço de 2023 cursando em 2024 e ainda ganhe mais 15% de desconto!

Aproveite a Black November IBRATE e comece sua especialização profissional com o pé direito!

Descontos de até 15% em todos os cursos com turmas abertas.